Pimenta Neves é condenado a pagar R$ 400 mil aos pais de ex

Indenização foi atualizada com juros e correção monetária pelo período de 10 anos

iG São Paulo |

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ/SP) condenou, nesta quinta-feira, o jornalista Antonio Marcos Pimenta Neves, a pagar uma indenização superior a R$ 400 mil aos pais da jornalista Sandra Gomide. O jornalista foi condenado a 19 anos e dois meses de prisão por matar a ex-namorada, em agosto de 2000, mas passou menos de sete meses na prisão.

nullO jornalista havia sido condenado em primeira instância, pela juíza Mariella Ferraz de Arruda Nogueira, da 39ª Vara Cível, a pagar R$ 166 mil ao casal João Florentino Gomide e Leonilda Paziam Florentino, valor que foi aumentado para R$ 220,e atualizado por juros e correção monetária pelo período de 10 anos.

Segundo o TJ/SP, a defesa do jornalista manifestou interesse em recorrer da condenação civil alegando que a indenização configura enriquecimento ilícito.

O caso

No dia 20 de agosto de 2000, o então diretor de redação do jornal "O Estado de S. Paulo" Antonio Marcos Pimenta Neves matou com dois tiros a repórter do jornal Sandra Gomide, de 32 anos, em um haras em Ibiúna. Algumas semanas antes ele havia sido abandonado por Sandra, que era também sua namorada. Pimenta Neves confessou o crime, foi condenado em 2006 a 19 anos de cadeia em um júri popular (pena reduzida para 18 e depois 15 anos). Pimenta Neves conseguiu um habeas corpus e aguarda a sentença definitiva em liberdade.

    Leia tudo sobre: crimepimenta nevesassassinatojornalistaindenização

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG