Pilates aumenta o rendimento das corridas, avalia especialista

Melhora no equilíbrio e na respiração e ganho de força abdominal. Estes são alguns dos benefícios que o método pilates, muito difundido entre os bailarinos e atraindo cada vez mais atletas amadores, proporciona a seus praticantes, segundo especialistas.

Agência Estado |

O equilíbrio obtido com o pilates é bem interessante para o corredor de rua, que em frações de segundos muda de terrenos, como calçadas, trilhas e asfalto.

"O método permite que o corpo responda prontamente a qualquer alteração no terreno, mudanças bruscas de direção e até melhora a coordenação, aumentando o rendimento da corrida", conta a professora de educação física formada pela USP Cristina Abrami, fundadora e diretora do Centro de Ginástica Postural Angélica, que forma professores em pilates há uma década. Ela acrescenta que há exercícios que utilizam bases reduzidas e instáveis para um maior desafio e controle do corpo como um todo.

O método foi desenvolvido por Joseph Pilates, em 1926. "Ele, que foi uma criança doente, procurou de forma autodidata o desenvolvimento de seu corpo através de múltiplas atividades físicas. Já na primeira sessão é possível observar os efeitos positivos com uma sensação de músculos trabalhados, porém naturalmente relaxados, sem tensões", garante a professora.

A advogada Sonia Corbett pratica corrida três vezes por semana e pilates duas. "A técnica é utilíssima para quem quer correr. Na prática, quando a gente acerta a postura e segura o 'cinturão de força’, diminui o impacto, as passadas aumentam e a gente corre mais rápido e mais fácil."

Cristina explica que o pilates tem como principal objetivo o fortalecimento da musculatura abdominal, e com isso, permite que os movimentos de rotação da coluna durante a corrida aconteçam de maneira fluida. Ela alerta que corredores que sobrecarregam a musculatura dos membros inferiores e não dão a devida atenção à postura, alongamento e fortalecimento muscular da região lombar e de todo tronco "são candidatos a encurtamentos, fraquezas e dores nessas regiões e, por vezes, lesões".

Outro benefício é a prevenção de lesões. "A postura trabalhada e o fortalecimento e alongamento da musculatura, de forma natural, fazem com que o indivíduo elimine padrões posturais inadequados, o que não só diminui a incidência de lesões como previne sua ocorrência, já que o praticante torna-se mais consciente."

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG