Piauí pede ajuda militar para socorrer vítimas das chuvas

O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), solicitou ao Comando do Exército do Estado neste domingo a presença de militares para ajudar no socorro às vítimas das chuvas em Teresina e no interior do Estado. A medida foi tomada após o governador ser informado pela Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) de que o Rio Poti, que chegou a 14 metros acima do nível normal, estava com a maior vazão desde 1985.

Agência Estado |

Nas 19 cidades que já decretaram situação de emergência, cerca de 5.500 famílias estão desabrigadas ou desalojadas e só na capital Teresina são pelo menos 1.500 famílias prejudicadas, de acordo com o secretário da Defesa Civil do Estado, Fernando Monteiro.

Segundo a assessoria do governo do Piauí, os militares darão apoio às equipes da Defesa Civil através do conhecimento de remoção de pessoas que estão em áreas alagadas, com barcos e dando suporte à entrega de alguns medicamentos ministrados em ocasião com esta. Seis cidades ribeirinhas às margens do Rio Parnaíba, ao norte do Estado, entre elas União, Miguel Alves, Esperantina, Barras, Piracuruca, Batalha, foram as mais prejudicadas pelas cheias dos rios.

Leia mais sobre: chuvas no Piauí

    Leia tudo sobre: chuvachuvaspiauí

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG