Phil Spector declarado culpado de homicídio

O produtor musical Phil Spector foi declarado culpado nesta segunda-feira de homicídio, no caso da morte de uma atriz em sua mansão, há cinco anos.

AFP |

Spector, de 69 anos e criador da famosa técnica de gravação "Wall of Sound", na década de 60, quando trabalhava com as maiores estrelas da música, olhou resignado para o juri durante a leitura do veredicto.

O produtor chegou ao tribunal para ouvir a sentença com um paletó largo com um botom com a inscrição "Barack Obama Rocks!" ("Barack Obama é o melhor").

O juri, composto por seis homens e seis mulheres, começou a deliberar no dia 26 de março, após cinco meses de julgamento, depois do primeiro processo contra Spector, em 2007, terminar sem veredicto devido à falta de acordo entre os jurados.

Os promotores disseram que Spector atirou e matou a atriz Lana Clarkson em sua mansão na madrugada de 3 de fevereiro de 2003, após tê-la conhecido horas antes na discoteca em que a mulher trabalhava.

A defesa alegava que Clarkson, de 40 anos, cometeu suicídio.

    Leia tudo sobre: phil spector

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG