PF vai anexar queixas de senador a inquérito sobre vazamentos na Operação Satiagraha

BRASÍLIA - A Polícia Federal decidiu nesta quarta-feira anexar a um inquérito, em curso na superintendência de São Paulo, as reclamações do senador Heráclito Fortes (DEM-PI) em relação ao vazamento de informações da Operação Satiagraha, atribuídos pelo parlamentar ao delegado Protógenes Querioz, que deixou o comando das investigações esta semana.

Agência Brasil |

Na representação protocolada terça-feira (22) junto á PF, o senador solicitava a instauração de procedimento administrativo contra Queiroz. O delegado teria, segundo o parlamentar, vazado dados obtidos por meio de interceptação telefônica, com intenção difamatória.

Heráclito Fortes reclamou especialmente de nota veiculada no jornal Folha de S. Paulo, no último sábado (19), que atribuía à PF a degravação de um contato telefônico entre ele e Carlos Rodenburg, ex-cunhado do banqueiro Daniel Dantas. O dono do Oportunnity é apontado nas investigações como líder de uma organização especializada em crimes financeiros.

A direção geral da PF entendeu que não se justificaria abrir um novo procedimento com base nas queixas do parlamentar, uma vez que um inquérito para tratar justamente de vazamentos na Operação Satiagraha foi aberto em São Paulo, por determinação do ministro da Justiça, Tarso Genro.

Leia também:

Leia mais sobre: Operação Satiagraha

    Leia tudo sobre: operação satiagraha

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG