PF procura quadrilha especializada em crimes na área de comércio exterior

BRASÍLIA - A Polícia Federal desencadeou nesta sexta-feira (21) a operação Duty Free, com o apoio do Ministério Público Federal, com o objetivo de prender integrantes de uma organização criminosa, formada por advogados, empresários e servidores públicos, especializada em crimes ligados à área do comércio exterior, que atuava no Espírito Santo e em São Paulo.

Agência Brasil |

Comunicado da PF informa que estão envolvidos na operação 200 policiais federais, para cumprir 18 mandados de prisão preventiva, além de 40 mandados de busca e apreensão, nas cidades de Vitória, Vila Velha, Viana, Castelo, Alfredo Chaves, Anchieta, Conceição da Barra e Cariacica, todas no Espírito Santo, e na capital paulista.

Em fevereiro, a Polícia Federal começou a investigar o grupo, suspeito de contar com a ajuda de servidores da Receita Federal para obter facilidades e agilidade em processos de importação, prestação de consultorias e reiteradas interposições fraudulentas, em troca de dinheiro e outras vantagens.

A Polícia Federal informou também que o grupo se beneficiou de um contrato firmado com o Banco de Desenvolvimento do Espírito Santos (Bandes) e fraudou uma licitação com uma prefeitura do interior do Espírito Santo.

Os crimes atribuídos a essas pessoas são lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, falsidade ideológica, corrupção passiva e ativa, advocacia administrativa e contrabando e descaminho. As penas máximas previstas em caso de condenação chegam a 46 anos de prisão.

Leia mais sobre: crimes

    Leia tudo sobre: crimeoperaçãopolícia federal

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG