PF prende três por planejar resgatar presos do PCC

Numa operação sigilosa, agentes da Polícia Federal prenderam anteontem, em Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo, três pessoas suspeitas de planejar um resgate de presos da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). A idéia do trio era explodir a muralha da Penitenciária Adriano Marrey, em Guarulhos, para libertar os detentos.

Agência Estado |

Com os acusados foram apreendidos 4,5 quilos de explosivos, um automóvel e uma moto.

A operação da PF aconteceu no fim da noite de anteontem. Policiais militares da 3ª Companhia do 32º Batalhão receberam uma denúncia de que um homem estava armado com fuzil no prédio da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) em Ferraz de Vasconcelos. Os PMs foram ao local e constataram que o homem armado era um agente da PF.

Ele explicou aos PMs que agentes de sua equipe cumpriam mandados de prisão e de busca e apreensão no apartamento 54. No imóvel, foram presos os acusados, identificados apenas como Moacir, Fernando e Cibele, que, segundo a PM, confessaram as intenções criminosas.

Os nomes dos presos que seriam resgatados não foram divulgados pela polícia. A PF não deu detalhes da operação. Um PM limitou-se a relatar que a PF chegou aos três acusados graças a interceptações telefônicas feitas com a devida autorização judicial. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG