PF prende sete que teriam causado prejuízo de R$ 7 milhões à Previdência

RIO DE JANEIRO ¿ Agentes da Delegacia de Prevenção e Repressão a Crimes Previdenciários (Deleprev) da Polícia Federal prenderam, na manhã desta quinta-feira, sete pessoas na Operação Fantoche, que tem como objetivo desarticular uma quadrilha responsável por cometer crimes contra o sistema previdenciário no Estado do Rio de Janeiro. Duas pessoas seguem foragidas.

Redação |

Acordo Ortográfico De acordo com a Polícia Federal, foram detidos na operação seis homens e uma mulher, todos na faixa de 50 anos ou mais. A suposta quadrilha, que agia há mais de 15 anos, teria causado um prejuízo de R$ 7 milhões para a Previdência do Estado do Rio de Janeiro.

No total, foram expedidos 28 mandados judiciais, sendo nove de prisão preventiva e 19 de busca e apreensão. Segundo a PF, a quadrilha sacava aposentadorias fraudulentas em nome de terceiros, atuando, também na falsificação de documentos de segurados. As investigações começaram em janeiro deste ano.

O grupo ainda angariava recursos de empréstimos consignados, mediante a participação de um servidor de uma agência da Previdência Social da cidade de Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio, que está entre os presos.

Veja também:

Leia mais sobre: crimes previdenciários

    Leia tudo sobre: crimesoperação da pfpolícia federalprevidênciario

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG