PF prende em Fortaleza-CE foragido da Justiça italiana

O italiano Gianfranco Berardi está preso na carceragem da Superintendência da Polícia Federal (PF), em Fortaleza. Foragido da Justiça na Itália, onde responde por crimes de associação criminosa, receptação de propriedade roubada, falsificação de documento de viagem, roubo agravado e fraude bancária, Berardi foi capturado terça-feira pela Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol) com a ajuda da PF.

Agência Estado |

De acordo com a PF, Berardi tinha pedido de prisão preventiva decretada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por solicitação feita pela Justiça italiana. Ele é acusado de atuar em roubos e receptação de cheques, operando na Itália, Austrália e Dinamarca.

Na capital cearense, onde havia fixado residência, Berardi era sócio de uma imobiliária. Antes de ser preso, ele havia programado uma festa de réveillon e tinha reserva feita em um restaurante da orla para 80 clientes e amigos. Além dos crimes a que responde na Itália, Berardi também será processado no Brasil por falsidade ideológica - artigo 299 do Código Penal brasileiro, cuja pena prevista é de um a três anos de prisão mais multa. Quando foi preso, ele usava documentos falsos em nome de Oddone Losch.

Com eles, o italiano já havia requerido e adquirido visto de permanência no Brasil, alegando investimentos feitos por meio da imobiliária da qual é sócio em Fortaleza. Pela legislação brasileira, o visto de permanência no País é concedido a estrangeiros que invistam no mínimo 50 mil dólares em recursos próprios de origem externa.

De acordo com a polícia brasileira, Berardi era amigo e tinha sociedade com outro italiano, Rázio Morris, que foi preso também em Fortaleza há dois anos pela PF e extraditado em 2007 para a Itália, onde foi condenado por tráfico de drogas e porte ilegal de armas. O pedido de extradição de Morris feito pela Itália só foi concedido pelo STF depois que o italiano respondeu pelos crimes praticados no Brasil. Segundo a PF, o mesmo deverá ocorrer com Berardi.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG