A Polícia Federal prendeu na manhã de hoje, no Rio de Janeiro, duas pessoas ligadas ao deputado estadual fluminense Natalino Guimarães (DEM), preso dia 21 de julho, acusado de liderar a milícia Liga da Justiça, que atua na zona oeste da cidade. A operação de hoje cumpre mandados de prisão e busca e apreensão contra os suspeitos.

Guilherme Bernadelli, dono de uma distribuidora de gás, foi preso em um condomínio de luxo na Barra da Tijuca. A PF também está nas casas do deputado Natalino Guimarães, de seu irmão - o vereador carioca Jerominho - e na casa da filha deste, a candidata a vereadora Carminha Jerominho, que foi presa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.