A Polícia Federal prendeu hoje, no Paraná e em Santa Catarina, três pessoas acusadas de participarem de uma rede internacional de pedofilia. As novas prisões decorrem de investigações que já tinham resultado, dia 13 de outubro, na captura de um estudante de medicina em Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba.

Desta vez foram presos um professor universitário de Maringá, no noroeste do Paraná, um cantor e professor de música de Campo Largo e um técnico em eletrônica de Joinville (SC).

A PF não descarta que novas prisões possam ser feitas ainda, visto que, segundo o órgão, trata-se de uma grande rede internacional, com ligações nos Estados Unidos e Alemanha e possível envolvimento de pessoas da Oceania e da Ásia.

Com mandados expedidos pela Justiça Federal de Curitiba, foram recolhidos computadores e outros documentos. Segundo a polícia, as diligências apontaram que os acusados aliciavam adolescentes e produziam fotos e vídeos, que comprovam abusos sexuais. Muitas das imagens foram divulgadas pela internet.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.