PF prende acusados de fraudar União em até R$ 1 bilhão

PORTO ALEGRE - A Polícia Federal realizou na manhã desta sexta-feira a operação ¿Mãos Dadas¿, com o objetivo de desarticular um esquema de fraude processual contra a União. Seis pessoas foram presas e 12 mandados de busca e apreensão foram efetuados em Porto Alegre. Participaram da ação 86 policiais federais.

Redação |

Segundo a PF, um grupo criminoso vinha utilizando empresas de fachada de diversos ramos de atividade para simular empréstimos para empresas que não possuíam dívidas. Os criminosos obtinham vantagens financeiras fraudando processos que tramitavam na Justiça Federal e na Justiça do Trabalho, lesando instituições financeiras e órgãos públicos como o INSS e a Fazenda Nacional.

As investigações da operação começaram em agosto de 2007, quando a polícia desconfiou da existência de fraude num processo de mais de R$ 750 milhões contra a União que começou a ser pago antes do fim do julgamento da ação.

A PF afirma que a quadrilha se valia de tráfico de influência e corrupção para conseguir decisões favoráveis nos processos. Além do prejuízo à União, cerca de 360 famílias estão foram lesadas no pagamento de ações trabalhistas contra as empresas envolvidas no esquema, de acordo com a polícia.

Os presos irão responder fraude processual, denunciação caluniosa, difamação, corrupção ativa, formação de quadrilha com característica de organização criminosa, estelionato, falsidade ideológica, tráfico de influência e exploração de prestígio.

    Leia tudo sobre: fraudepfunião

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG