PF prende 9 no Ceará por fraude em licitações

Uma operação conjunta envolvendo Polícia Federal, Receita Federal, Ministério Público do Ceará e Controladoria Geral da União (CGU), desarticulou uma quadrilha responsável pelo desvio de verbas públicas em mais de 50 municípios cearenses. Batizada de Operação Província, a ação começou por volta das seis horas desta quarta-feira com o objetivo de reprimir a prática de sonegação fiscal, fraude à licitação e à lavagem de dinheiro.

Agência Estado |

Nove envolvidos foram presos.

Durante as investigações, a Receita Federal identificou um grupo de empresas responsáveis pela sonegação de R$ 26 milhões entre 2008 e 2009. O grupo servia de fachada para a empresa Falcon Construtora e Serviços Ltda, registrada em nome de Raimundo Morais Filho. As empresas frustravam o caráter competitivo das licitações, facilitando a participação concomitante delas em diversos procedimentos licitatórios e assim, asseguravam a apropriação dos recursos públicos. Segundo o Ministério Público, entre os envolvidos estão servidores e membros das comissões de licitação.

Foram cumpridos nove mandados de prisão e 12 de busca e apreensão. Ainda segundo a Receita, a ação é uma continuidade da "Operação Gárgula", realizada em dezembro de 2009, com o objetivo de desarticular uma quadrilha especializada em desvio de verbas públicas, corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro, envolvendo prefeituras cearenses e a Caixa Econômica Federal.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG