PF prende 7 pessoas suspeitas de falsificação de leite em pó

Sete pessoas foram presas, nesta quinta-feira, durante a Operação Lactose da Polícia Federal, realizada em cinco Estados brasileiros, com o objetivo de desarticular uma quadrilha suspeita de adulteração de leite em pó integral, falsificação de notas fiscais, sonegação de impostos e de corromper funcionários públicos.

Felipe Leal, repórter Último Segundo |

Após um ano de investigações, que contou com a colaboração do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, foram cumpridos sete mandados de prisão preventiva, sendo um de prisão temporária, e 14 mandados de busca e apreensão, nos Estados da Paraíba, Pernambuco, Bahia, Ceará e Santa Catarina.

Segundo a PF, foram lacrados os estabelecimentos comerciais onde era embalado o leite em pó integral da empresa Big Leite, com sede na cidade de Alhandra, no Litoral Sul da Paraíba, além de filiais nos outros Estados. Conforme a polícia, a empresa comprava o leite a granel, em grandes quantidades, empacotava-o em volumes menores e o revendia no varejo trabalhando com as marcas Só beber, Naturesse, Bom Du leite, Cilpe e Big leite.

De acordo com a investigação, após o empacotamento em volumes menores, a Big Leite substituía 50% do leite em pó integral por soro seco, produto pobre em proteína. Com isso, a empresa aumentava os lucros enganando os consumidores que adquiriam um produto de qualidade inferior a do leite integral.

Para o leite ser destinado ao abastecimento direto, ou seja, ao consumo humano, o máximo de soro admitido pelo Ministério da Agricultura é de 30 mg/l.

A polícia informou que depois da falsificação, a empresa Big Leite recebia notas fiscais frias das empresas Culau e Sanita, estabelecidas em Santa Catarina; Milky, da Bahia; e Via Láctea e Farmilk, do Ceará.

Conforme a PF, todas as empresas são de propriedade dos suspeitos. A polícia afirmou ainda que um funcionário do Laboratório Nacional Agropecuário (Lanagro), era corrompido para trocar as amostras colhidas pela fiscalização na empresa Big Leite.

De acordo com a chefe da delegacia de repressão aos crimes fazendários da Polícia Federal da Paraíba, Luciana Paiva Barbosa, o funcionário Urbano José Dantas burlava as fiscalizações periódicas realizadas pelo ministério. Ele trocava as amostras no laboratório e levava aquelas que só continham leite puro, sem o soro. Quando o laudo era divulgado, o produto era considerado perfeito para o consumo, informou.

Além de Urbano, preso em Pernambuco, foram detidos o empresário Carlos Batista Culau, dono da empresa Big Leite e dois funcionários que trabalhavam com ele, Carlos José Escorel e Evandro Soares Reis, na Paraíba; Augusto Osmundo Reis, cunhado de Culau, no Ceará; Noeli Joris, em Santa Catarina; e Cristina Malvessi, na Bahia.

O Ministério da Agricultura lacrou os equipamentos da linha de produção da Big Leite e de suas subsidiárias e recolheu o leite proveniente da marca que estava à venda em supermercados nos cinco Estados. O leite também estaria sendo utilizado na merenda de escolas municipais.

A delegada informou que serão feitas novas análises do produto, desta vez em um laboratório de Minas Gerais, vinculado ao ministério. Temos o conhecimento de que havia leite que estava sendo vendido e que só poderia ser utilizado para consumo animal ou para a indústria química, disse, frisando o apoio da juíza da 3ª Vara da Justiça Federal da Paraíba, Cristina Garcez.

Os detidos estão nas carceragens das unidades da PF nos Estados onde foram presos. No sábado, todos serão encaminhados para a sede da corporação na Paraíba. Eles foram autuados por corrupção ativa e passiva, estelionato, crime contra a saúde pública, formação de quadrilha, falsidade ideológica e uso de documentos falsos.

De acordo com a PF, a empresa Big Leite já teve problemas em 2006 e 2007 com o seu leite, quando o produto pasteurizado foi reprovado pelo Procon no Estado de Goiás. Alguns dos suspeitos já respondem judicialmente por homicídio e pelo mesmo tipo de fraude agora investigada.

(com Agência Estado)

Leia mais sobre: leite em pó

    Leia tudo sobre: leite

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG