PF prende 65 em operação contra narcotráfico internacional

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Polícia Federal prendeu nesta segunda-feira 65 suspeitos durante uma ampla operação para desmantelar quatro quadrilhas de tráfico internacional de drogas, principalmente cocaína de origem boliviana. A chamada Operação Alfa tinha como objetivo cumprir 85 mandados de prisão temporária e 89 de busca e apreensão, além de ordens para o bloqueio de bens e contas bancárias, informou a PF em comunicado.

Reuters |

Segundo uma assessora da PF, 65 pessoas foram presas até a tarde desta segunda-feira em cinco Estados e no Distrito Federal, incluindo 19 das 21 mulheres procuradas.

"Não eram esposas ou parentes dos traficantes, elas mesmas operavam", disse a assessora, acrescentando que todos os presos são brasileiros.

Os suspeitos são acusados de tráfico internacional de drogas, lavagem de dinheiro, porte ilegal de armas e outros crimes.

As prisões desta segunda somam-se a outras 47 realizadas desde o início das investigações da operação, em abril de 2007, quando também foram apreendidos mais de 900 quilos de cocaína em vários Estados brasileiros.

Os 85 mandados de prisão temporária incluem empresários dos setores de construção civil, turismo, comércio de automóveis, além de advogados, de acordo com a polícia.

Uma das quadrilhas, formada por integrantes de uma mesma família, usava caminhões de uma construtora com sede no Estado de Mato Grosso que realizava obras na região de San Matías, na Bolívia, para transportar a droga.

Outro bando usava pequenas aeronaves para buscar a cocaína da região boliviana de Santa Cruz de la Sierra e trazer para os Estados do Mato Grosso e Goiás, de onde era revendida e distribuída, de acordo com o comunicado da PF.

(Reportagem de Julio Villaverde)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG