Pelo menos 62 suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas foram presos hoje em duas operações da Polícia Federal (PF) que acontecem simultaneamente em nove Estados - Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Bahia, Tocantins, São Paulo, Pará e Ceará - e no Distrito Federal. Na Operação Pérola, que foi deflagrada após um ano de investigações, os agentes interceptaram telefonemas e identificaram uma quadrilha internacional que seria comandada por um presidiário do Complexo Prisional de Goiás.

Outras prisões ocorreram na Bahia, Pará, Ceará, Tocantins e Mato Grosso. No total, 25 suspeitos foram detidos.

Na outra operação, nomeada Triângulo, 37 pessoas foram presas. A ação tem o objetivo de desarticular uma quadrilha de narcotraficantes que atua nos Estados de Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e na Bahia.

Segundo a PF, o grupo especializado na compra de cocaína atuava na fronteira do Brasil com Paraguai, Bolívia e Colômbia para abastecer os traficantes dos cinco Estados. Carros de luxo, mais de R$ 100 mil em dinheiro e R$ 500 mil em cheque foram apreendidos na operação.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.