PF prende 5 envolvidos com tráfico internacional de drogas

PORTO ALEGRE - A Polícia Federal realiza, nesta quarta-feira, a Operação Pedra Redonda, que tem o objetivo de desarticular uma organização criminosa especializada em tráfico de entorpecentes pela internet. Cinco pessoas, quatro em Porto Alegre e uma no Uruguai, foram presas na ação policial, que ocorre com a participação de 60 agentes.

Redação |

A operação é realizada pelo Núcleo de Repressão a Crimes Financeiros da Polícia Federal (PF) do Rio Grande do Sul no Brasil e no Uruguai. Além dos cinco mandados de prisão, são cumpridos quatro outros de busca e apreensão em Porto Algre.

Até o momento, foram apreendidos documentos, planilhas, computadores e notebooks, HDs e cerca de R$ 20 mil em dinheiro, segundo a assessoria da corporação.

Segundo nota divulgada pela PF, as investigações começaram em uma operação deflagrada, em março de 2007, quando foi presa uma quadrilha que operava um banco ilegal e enviava dinheiro ao exterior. Ao analisar o material apreendido, os policiais notaram uma movimentação financeira estranha de um jovem gaúcho que, apesar de ter menos de 30 anos e não ter atividade profissional definida, era um dos principais investidores do banco paralelo.

Apoio de polícias internacionais

Com a ajuda do Drug Enforcement Administration (DEA) da Justiça dos Estados Unidos e da Polícia Uruguaia, a polícia descobriu que o jovem integrava uma quadrilha que mantinha farmácias virtuais na internet e venderia substâncias de forma ilegal, especialmente para os Estados Unidos. O DEA localizou, ainda, bens de alto valor com parceiros do jovem, como mansões na Flórida e automóveis de luxo.

O jovem também seria, segundo a PF, responsável pela lavagem de dinheiro da quadrilha - formada ainda por jovens com conhecimento de informática e que usavam familiares para movimentar valores e registrar bens.

Leia mais sobre: tráfico de entorpecentes

    Leia tudo sobre: tráfico

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG