Tamanho do texto

A Polícia Federal (PF) prendeu hoje 44 pessoas, entre elas 12 prefeitos, um juiz federal, nove advogados, quatro procuradores municipais, quatro funcionários do Judiciário, um gerente da Caixa Econômica Federal (CEF) e um lobista, na Operação Pasárgada, no Distrito Federal, na Bahia e em Minas Gerais. Os presos são acusados de envolvimento em esquema de liberação irregular de verba do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

O prejuízo aos cofres públicos pode ultrapassar R$ 200 milhões, segundo cálculos da PF. A Justiça autorizou cerca de 100 mandados de busca e apreensão, dos quais 52 foram cumpridos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.