A Polícia Federal de Rondônia prendeu, nesta segunda-feira, quatro pessoas suspeitas de participarem de um grupo empresarial que extraía de forma ilegal recursos minerais no Estado.

De acordo com a PF, uma das principais atividades do grupo era a exploração de granito em uma pedreira localizada na cidade de Ariquemes. Em razão disso, a operação foi batizada de Stones.

A polícia considera que um ex-chefe do 19º Distrito do Departamento Nacional de Proteção dos Recursos Minerais (DMPN), órgão público subordinado ao Ministério das Minas e Energia, tinha contribuição fundamental no esquema. Ele seria o responsável por conceder licenças para a exploração dos minerais.

Ao todo, a Polícia Federal busca cumprir 5 mandados de prisão e 9 mandados de busca e apreensão nos municípios de Porto Velho e Ariquemes.

A Justiça Federal determinou ainda que 21 veículos e 20 imóveis pertencentes às pessoas investigadas fiquem indisponíveis para vendas e transações até a conclusão do inquérito.

Leia mais sobre: crime ambiental

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.