SÃO PAULO - Quatro pessoas foram presas em flagrante e várias armas e munições foram apreendidas em três dias na Operação Visconde, da Polícia Federal, na capital e Grande São Paulo. A ação foi deflagrada na quarta-feira.

Segundo a PF, o objetivo era desarticular quadrilha especializada na produção e comercialização ilegal de armas de fogo e munições. De acordo com a PF, a quadrilha agia na região metropolitana de São Paulo e também abastecia uma facção criminosa paulista.

Foram apreendidas duas submetralhadoras 45 caseiras, usadas em roubo a bancos, uma pistola furtada da Polícia Militar com a numeração raspada e carabinas calibre 22, além de dezenas de revólveres, pistolas, peças para fabricação de armas, cheques, celulares e centenas de munições 762 para fuzil, calibres 12, 30, 40, 45, 50, 7mm e 9mm. A PF apreendeu, também, fuzis de alto poder de fogo.

Na quarta-feira foram presos J.R.S., de 59 anos, e M.C.D.V., de 36 anos. O primeiro preso, além de inúmeros processos criminais por receptação e porte ilegal de armas, possui contra si ordem de prisão por falta de pagamento de pensão alimentícia. Ontem foi presa M. A., de 59 anos, e nesta sexta foi realizada a prisão em flagrante de G.R., de 60 anos, proprietário de uma loja de armas localizada na Vila Mariana, região sul da cidade.

Leia mais sobre: armas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.