PF prende 4 grupos por contrabando de metais preciosos

A Polícia Federal (PF) desarticulou hoje quatro quadrilhas de contrabandistas de pedras e metais preciosos, durante a operação denominada Hydra. Foram presos temporariamente dois suspeitos em Guaporé, um em Caxias do Sul - ambos municípios do Rio Grande do Sul - e um em São Paulo e apreendidos 555 quilos de prata, 530 gramas de ouro, 1,2 quilo de pérolas, 42 gramas de diamantes e brilhantes, oito veículos, R$ 500 mil e US$ 100 mil em espécie.

Agência Estado |

As quatro organizações eram independentes, mas agiam com métodos semelhantes de aquisição, transporte e pagamento dos metais preciosos. Somente durante o período de investigação os grupos movimentaram cerca de US$ 2 milhões, segundo a PF. Os compradores, que usavam os metais e pedras para a confecção de jóias, também serão investigados.

Iniciadas em agosto, as investigações indicaram que os grupos compravam a mercadoria em Montevidéu, no Uruguai, para transportá-los para o Brasil, sem os devidos registros, em compartimentos falsos de automóveis e caminhonetes que passavam pela fronteira nas cidades de Chuí, Jaguarão, Aceguá e Santana do Livramento. O pagamento era feito por remessas ilegais de divisas ou pela entrega do dinheiro, levado em malas por participantes do esquema.

Durante as investigações, três pessoas foram presas em flagrante. Uma delas, detida no aeroporto Salgado Filho, de Porto Alegre, estava tentando embarcar para Montevidéu com US$ 32 mil em dinheiro.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG