PF prende 36 por suposto envolvimento com tráfico de drogas

Vinte e duas pessoas foram presas no RS; PF apurou que traficante preso no Paraguai enviava pasta base de cocaína para o Brasil

iG São Paulo |

A Polícia Federal prendeu nesta quinta-feira 36 pessoas supostamente envolvidas com tráfico de drogas. A maioria das prisões da Operação Matriz ocorreu no Rio Grande do Sul com 22 pessoas presas, depois em Mato Grosso, com oito prisões, no Paraguai, três, em Mato Grosso do Sul , duas, e em Santa Catarina, um preso. Cinco pessoas estão foragidas.

As investigações começaram há cerca de dois anos e tiveram a cooperação da Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai. A PF descobriu que um traficante brasileiro preso no Paraguai era o articulador do envio mensal de meia tonelada de pasta base de cocaína para os Estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, e para outros Estados.

Segundo a PF em Caxias do Sul, a droga era transportada do Paraguai em veículos por rodovias, ou em pequenos aviões, “que arremessavam os pacotes de cocaína para serem recolhidos por outros traficantes ligados ao grupo”, segundo nota da PF. “Um desses lançamentos foi interceptado pela Polícia Federal na região de Uruguaiana, em 22 de julho deste ano, ocasião em que foram apreendidos 61 quilos da droga jogados de uma aeronave paraguaia”, diz o texto.

A PF apreendeu nesta quinta-feira 24 veículos, R$ 200 mil reais, US$ 4 mil, quatro armas e munições.

O traficante que comanda o sistema cumpre pena por lavagem de dinheiro, no Presídio Nacional de Tucumbu, em Assunção no Paraguai. Ele foi preso pela PF brasileira em 1994 no Balneário Camboriú, em Santa Catarina, por tráfico de drogas e lavagem de dinheiro. O governo brasileiro já solicitou a extradição, que deverá ser reforçada com novo mandado de prisão expedido pela Operação Matriz.

    Leia tudo sobre: pfoperaçãodrogas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG