PF prende 3 em operação contra venda ilegal de madeira no RS

Polícia realiza Operação Acuti contra extração e venda de madeira ilegal, principalmente a castanheira

iG São Paulo |

A Polícia Federal do Rio Grande do Sul prendeu, na manhã desta terça-feira, três suspeitos de vender madeira ilegal, especialmente espécies que estão em extinção na região amazônica, como a castanheira.

Além do Rio Grande do Sul, a Operação Acuti cumpre mandados de prisão e busca e apreensão nos Estados de Santa Catarina e Pará. Participam da ação 34 pessoas, entre policiais e agentes do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Segundo a PF, a investigação teve início em abril na Delegacia de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente, que verificou que a madeira extraída ilegalmente abastecia uma empresa de fabricação de carrocerias de caminhão. Foram apreendidos documentos de Origem Florestal, Notas Fiscais e Guias Florestais com indícios de falsidade. A polícia também localizou 100m³ de madeira identificada como “castanheira” e dois caminhões empregados no transporte.

A operação foi denominada “Acuti”, de acordo com a PF, porque este é o nome dado pelos índios guaranis a cutia, um roedor considerado o grande dispersor da semente de castanheira. A árvore ameaçada de extinção está incluída na lista vermelha da IUNC – União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais.

    Leia tudo sobre: venda ilegal de madeirapfoperação cutis

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG