Dezessete pessoas foram presas nesta quarta-feira durante operação da Polícia Federal (PF) em Curitiba, no Paraná, contra a falsificação e a distribuição de notas de R$ 100 no Estado e em São Paulo.

Estão sendo cumpridos 18 mandados de prisão preventiva. Serão cumpridos ainda 20 mandados de busca e apreensão. A quadrilha, segundo a corporação, já causou prejuízo de cerca de R$ 3,5 milhões.

As prisões e as buscas, que mobilizam cem agentes nos dois Estados, decorrem da investigação que iniciou há cerca de um ano, quando critérios técnicos de controle apontaram aumento da identificação de dinheiro falso pelo Banco Central, no Paraná, sobretudo em relação às notas de R$ 100. Um advogado, já preso, está entre os implicados.

Segundo a PF, um dos integrantes da quadrilha foi detido no interior de São Paulo. Foram apreendidos dinheiro falso e os maquinários para a produção das notas. Ainda falta um mandado de prisão a ser cumprido em Curitiba, informou a corporação.

Leia mais sobre operação da PF

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.