ARACAJU - Agentes da Polícia Federal prenderam nesta quarta-feira 19 pessoas em Sergipe, acusadas de corrupção passiva e ativa, falsidade ideológica, prevaricação e formação de quadrilha. Entre os presos estão 12 polícias rodoviários federais e dois empresários do ramo de transporte e caminhoneiros. A Operação, batizada de Passadiço, foi deflagrada nos postos de fiscalização dos municípios de Malhada dos Bois, Cristinápolis e Aracaju.

A investigação iniciada há oito meses revelou a existência de pagamentos de propinas a Policiais Rodoviários Federais lotados nas cidades citadas, que corrompidos, deixavam de autuar veículos com irregularidades, principalmente os caminhões com excesso de peso e licenciamento vencido, bem como motoristas infratores amigos.

Apurou-se que motoristas infratores eram avisados previamente pelos policiais corrompidos a respeito da presença de policiais honestos designados na escala de serviço, a fim de evitarem a regular fiscalização.

Toda a Operação, que contou com a participação de membros do Ministério Público Federal (MPF) e PRF, começou a partir de uma investigação da Corregedoria da própria PRF.

Leia mais sobre: Polícia Federal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.