Tamanho do texto

Dez pessoas foram presas anteontem, durante a Operação Sinos, da Polícia Federal (PF) do Rio Grande do Sul, acusadas de realizar saques fraudulentos de precatórios judiciais e requisição de pequenos valores junto à Caixa Econômica Federal (CEF), referentes a ações judiciais contra a Previdência Social para revisão de aposentadorias. A investigação revelou que a quadrilha obtinha as informações dos casos em sites públicos e falsificava os documentos dos verdadeiros autores das ações.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.