PF pede a governo dados sobre segurança da Casa Civil

A Polícia Federal (PF) pediu ao ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, Jorge Armando Félix, dados sobre a segurança da Casa Civil que permitam identificar quem teve acesso ao setor do prédio onde ficavam os computadores dos quais teriam sido retiradas informações para elaboração do suposto dossiê sobre gastos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e da ex-primeira-dama Ruth Cardoso. A suspeita de que alguém possa ter violado os computadores foi levantada pela ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, em entrevista na sexta-feira passada.

Agência Estado |

Os dados solicitados ao Gabinete de Segurança Institucional podem servir também para que o delegado responsável pela investigação, Sérgio Menezes, identifique qual dos seis servidores responsáveis por digitar os documentos com os gastos de FHC e Ruth Cardoso esteve, em qual dia e em qual horário, na sala onde ficavam os computadores.

O delegado avisou que pode pedir à Casa Civil outros computadores, além dos sete recolhidos no início da semana. Peritos explicam que esses servidores podem ter tirado de uma máquina o arquivo e usado outra para promover o vazamento das informações. Ou, então, outros servidores podem ter copiado esses arquivos, usando a rede do Palácio do Planalto, e divulgado os dados. Somente depois de analisadas essas informações o delegado deve começar a ouvir os servidores. A expectativa dele é de que a perícia nos primeiros sete computadores termine na próxima semana.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG