¿PF não quer mexer mais com peixes graúdos¿, diz Protógenes

Alçado à condição de símbolo da luta contra a corrupção no Brasil após ser afastado do comando da Operação Satiagraha, o delegado da Polícia Federal Protógenes Queiroz afirma que atualmente seus colegas de corporação evitam participar de missões com elevada carga de complexidade com receio de sofrer represálias.

Congresso em Foco |

Não querem mexer com peixe graúdo. Definitivamente, não, admite Protógenes. Hoje paira um estado de letargia, um estado de desconfiança no seio da classe da Polícia Federal, revela o delegado em entrevista exclusiva ao Congresso em Foco.

Leia tudo no Congresso em Foco

    Leia tudo sobre: congresso em focoprotógenes queiroz

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG