A Polícia Federal, em parceria com o Escritório das Nações Unidas Sobre Drogas e Crime (UNODC), lança hoje um sistema pioneiro na América Latina para o controle de produtos químicos. O objetivo é eliminar a produção de drogas ilícitas em todo o continente, uma vez que sem essa química é impossível fabricar o entorpecente, seja ele sintético ou derivado de plantas.

Os empresários do setor também apóiam a iniciativa e fazem parte da melhoria da fiscalização, uma vez que são certificados pelo novo sistema e possuem papel atuante para evitar o desvio de produtos de suas plantas produtivas.

O novo projeto de controle, conhecido como Siproquim, recolhe dados do comércio exterior e da movimentação interna de qualquer das 146 substâncias controladas, como benzeno, acetona, thinner, cal, entre outras. Com um banco de dados grande o suficiente para armazenar todos os dados de todas as carteiras de identidade dos brasileiros, é possível fiscalizar os produtos bem como as empresas que devem ser certificadas se quiserem operar.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.