A Polícia Federal já prendeu 72 pessoas em ação para desmontar quadrilha internacional de traficantes de animais silvestres para o Exterior e para comércio em feiras no Rio de Janeiro. Do total de presos até as 15 horas na ação realizada hoje - chamada Operação Oxóssi -, 42 são do Rio de Janeiro, sendo que um é estrangeiro (tcheco) e responsável pela ligação com os compradores europeus, de Portugal, Suíça e República Tcheca.

Eles foram encaminhados para superintendência da PF no Rio de Janeiro.

Segundo o delegado Alexandre Saraiva, responsável pela investigação, crimes ambientais como esse são realizados no Brasil "porque exigem pouco investimento, a lei é branda e são extremamente rentáveis. Um ovo de arara azul, por exemplo custa 3 mil euros". A Polícia da Bahia informou que 11 pessoas já foram presas na operação, enquanto a PF de Minas já prendeu 4 pessoas, sendo 2 em Belo Horizonte e 2 em Uberlândia, até as 15 horas.

Participam da ação 450 policiais. Ele têm 102 mandados de prisão e 140 mandados de busca e apreensão para os Estados do Pará, Maranhão, Sergipe, Bahia, Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.