Publicidade
Publicidade - Super banner
Brasil
enhanced by Google
 

PF investiga uso do Bolsa-Família na compra de drogas

A Polícia Federal do Piauí está investigando o uso de cartões do Bolsa-Família para a compra de drogas em Teresina, Parnaíba e Picos. Em Parnaíba foi constatado, por duas vezes, que traficantes se apoderaram do cartão de um usuário, beneficiado pelo programa.

Agência Estado |

Em Teresina foram encontrados cartões do programa em bocas de fumo na zona norte e zona sul da capital. O Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) determinou a suspensão de 1.150 cartões do Bolsa-Família no Piauí (por não cumprir as exigências do programa) e 46 cartões foram cancelados definitivamente.

A gerente do Bolsa-Família no Piauí, Adriana Moura, confirmou que existem investigações sobre a compra de drogas com o cartão do Bolsa-Família. Ela disse que a fiscalização sobre irregularidades no programa deve ser feita em cada município.
"O governo não tem poder de Justiça, portanto, recorre a ajustes de conduta feitos com a ajuda do Ministério Público. O cancelamento dos cartões, por irregularidade, se dá pela prefeitura, com dados fundamentados pela comissão municipal, aí se dá o cancelamento", informou a gerente.

Segundo Adriana, as investigações da Polícia Federal são específicas e, em alguns casos, os cartões recolhidos pelos traficantes já foram cancelados. As investigações ainda estão em curso. A polícia identificou cartões do programa em bocas de fumo no bairro São Joaquim, na zona Norte, e Promorar, na zona sul de Teresina.

Os valores pagos pelo programa variam de R$ 20 a R$ 200. O Piauí recebe R$ 41 milhões em verbas federais para atender a 396 mil famílias.

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG