PF faz buscas em empresas de lixo no Distrito Federal

Inquérito investiga indícios da prática de corrupção passiva

AE |

A Polícia Federal cumpriu nesta segunda-feira mandados de busca e apreensão em empresas de lixo em Brasília dentro do inquérito que investiga a promotora de Justiça Deborah Guerner. O inquérito tramita no Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região em segredo de Justiça e investiga indícios da prática de corrupção passiva.

O relator é o desembargador Souza Prudente.

A investigação faz parte da Operação Caixa de Pandora, que investiga o esquema de corrupção no Distrito Federal que derrubou o governador José Roberto Arruda e o vice-governador Paulo Octávio.

O delator do esquema de corrupção no DF, o ex-secretário de Assuntos Institucional Durval Barbosa, em depoimento ao Ministério Público, afirmou que Bandarra acertou, em reunião com Arruda, que não atrapalharia os planos do governo, entre eles, o de renovar, sem licitação, os milionários contratos de limpeza urbana.

A busca feita pela Polícia Federal a pedido do procurador regional da República, Ronaldo Albo, visa justamente apurar se houve ingerência nos contratos entre as empresas e o governo do Distrito Federal.

Guerner e Bandarra respondem a processo disciplinar no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). Integrantes do CNMP tentaram afastá-los preventivamente dos cargos, mas foram derrotados.

    Leia tudo sobre: Lixo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG