PF do Rio Grande do Norte prende homens suspeitos de tráfico de mulheres

A Polícia Federal do Rio Grande do Norte prendeu, na quinta-feira, dois homens suspeitos de aliciarem mulheres para exploração sexual em países da Europa. A ação fez parte da ¿Operação Ferrari¿, deflagrada para combater o tráfico internacional de pessoas.

iG São Paulo |

Divulgação
Polícia Federaç mostra passaportes apreendidos
Segundo a polícia, foi preso um empresário de 30 anos, e um potiguar, de 28 anos, que agia na função de aliciador. A PF descobriu que a dupla alistou  de 20 a 30 anos nos Estados do Rio Grande do Norte, Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo para trabalharem  em uma casa noturna na Itália, com um suposto contrato de trabalho de 6 meses, com possibilidade de renovação por igual período.

Conforme a polícia, cada mulher era obrigada a pagar cinco euros por dia de trabalho ao aliciador brasileiro e um valor ainda maior ao empresário. Além de serem exploradas e mantidas em ambiente que favorecia a prostituição, as mulheres não tinham o retorno ao Brasil assegurado.

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão em uma residência e em um apartamento de hotel. Nestes locais, os agentes apreenderam carteiras de trabalhos, máquinas fotográficas, aparelhos eletrônicos e outros documentos que comprovam prática criminosa.

Leia mais sobre: tráfico de pessoas

    Leia tudo sobre: prostituiçãotráfico de pessoas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG