A Polícia Federal em Pernambuco destruiu 220 mil pés de maconha - equivalente a 66 toneladas - em 108 plantações e apreendeu 52 quilos da droga pronta para o consumo na primeira fase da Operação Liamba, realizada entre os dias 3 e 11, em sete municípios do sertão do São Francisco. Trabalharam na operação 70 policiais federais de Pernambuco, Minas Gerais, Rio Grande do Norte, Pará, Maranhão, Paraíba e Ceará.

As informações sobre a primeira operação da PF neste ano visando reduzir a produção de maconha no sertão pernambucano foram divulgadas hoje. No ano passado, em quatro operações, a Polícia Federal destruiu 1,6 milhão de toneladas de pés da planta, o que equivale a 549 toneladas da droga.

Segundo estimativa da PF, um traficante gasta aproximadamente R$ 20 mil reais numa roça de maconha com capacidade para produzir três toneladas do produto. O quilo é vendido a preços entre R$ 100,00 e R$ 200,00, o que geraria um ganho de até R$ 600 mil.

Agricultores seriam aliciados pelos traficantes e receberiam uma diária média de R$ 50,00 para cuidar da plantação de maconha. O serviço normal do campo lhe rende uma diária entre R$ 10,00 e R$ 12,00.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.