PF desmantela quadrilha de tráfico de animais silvestres

A Polícia Federal anunciou que desmantelou uma quadrilha internacional de tráfico de animais silvestres para o exterior e o comércio de feiras do Rio. A ação, batizada de Operação Oxóssi, mobilizou 450 agentes federais para cumprir 102 mandados de prisão e 140 de busca e apreensão nos Estados do Pará, Maranhão, Sergipe, Bahia, Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro.

Agência Estado |

Há procurados também em Portugal, Suíça e Republica Tcheca. A PF ainda não divulgou informações sobre número de presos.

Iniciadas em janeiro de 2008, as investigações apontaram que os envolvidos chegavam a comercializar 500 mil animais por ano. Entre as espécies mais negociadas estão diversos tipos de aves, jiboias, onças-pintadas, veados-mateiros e macacos-prego. No Rio de Janeiro, os destinos dos animais eram as feiras de Caxias, Honório Gurgel e Areia Branca.

De acordo com a PF, os suspeitos são acusados de crime ambiental, receptação, contrabando e formação de quadrilha. Os presos serão levados para a Superintendência da Polícia Federal do Rio de Janeiro, onde serão ouvidos. A operação contou com a colaboração do Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Marinha do Brasil e autoridades policiais da Republica Tcheca. Foi batizada de Oxóssi por ser esta uma divindade africana que representa o senhor das matas e protetor dos animais.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG