PF deflagra operação contra lavagem de dinheiro e sonegação

Corporação cumpre 17 mandados de busca e apreensão e um de prisão a suspeito que teria desviado R$ 12 mi

iG São Paulo |

A Polícia Federal (PF) cumpre, na manhã desta quarta-feira, 17 mandados de busca e apreensão e um de prisão a pessoas suspeitas de envolvimento em um esquema de lavagem de dinheiro, durante a Operação Incongruência, que foi deflagrada nos Estados de Pernambuco e Alagoas. Segundo a PF, os suspeitos são funcionários públicos de alto escalão da Receita Federal e teriam desviado por volta de R$ 12 milhões dos cofres públicos.

De acordo com a PF, as investigações estavam sendo feitas há dois anos no Recife, em Joaboatão dos Guararapes (PE), Caruaru (PE), Gravatá (PE), Maceió e Maragogi (AL). Durante a operação a PF esteve em aproximadamente 40 imóveis de luxo, que segundo a corporação teriam sido comprados com dinheiro desviado da máquina pública.

O trabalho investigativo buscou apontar atos de corrupção passiva e lavagem de dinheiro feitos por funcionário público federal (auditor) da Receita Federal do Brasil e pessoas próximas, através de proposta de sonegação fiscal, principalmente através da blindagem patrimonial e lavagem do dinheiro com compra de imóveis registrados em nome de “laranjas”.

    Leia tudo sobre: polícia federalnordesteoperaçãodinheiro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG