PF declara foragido deputado que não se apresentou

A Polícia Federal já considera foragido o deputado distrital Geraldo Naves (DEM), ex-presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara Legislativa do Distrito Federal, acusado de envolvimento em tentativa de obstruir a Justiça nas investigações do esquema de corrupção do chamado Mensalão do DEM. Nesta tarde, o jornalista Wellington Moraes, ex-secretário de Comunicação do governo do Distrito Federal, se entregou na Superintendência da PF e já foi recolhido à carceragem, onde ficará à disposição da Justiça.

Agência Estado |

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decretou ontem a prisão preventiva de Naves, do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (ex-DEM), e de outros quatro envolvidos na tentativa de suborno do jornalista Edmilson Edson dos Santos, o Edson Sombra, para que prestasse depoimento
desqualificando as denúncias de existência do esquema de corrupção no DF.

Advogados de defesa de Naves comunicaram à PF que o deputado se apresentaria na manhã de hoje, mas até agora isso não aconteceu.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG