PF cumpre mandados de prisão contra quadrilha que teria desviado R$ 5 mi da Previdência

BELO HORIZONTE - A Polícia Federal (PF) realiza, nesta quarta-feira, a operação Fraude S/A, que tem o objetivo de desmantelar uma suposta quadrilha que fraudava a Previdência Social em Minas Gerais e obtinha benefícios previdenciários e assistenciais irregulares. São 120 policiais cumprindo 7 mandados de prisão e 21 de busca e apreensão.

Redação |

Acordo Ortográfico

Segundo as investigações iniciais da polícia, o esquema montado beneficiaria aproximadamente 400 segurados e teria causado um rombo na previdência de mais de R$ 5 milhões. Os benefícios seriam obtidos por meio de  um escritório localizado em Belo Horizonte, que era uma verdadeira empresa especializada em fraudar a Previdência, disse a polícia.

Ainda de acordo com a PF, os integrantes da suposta quadrilha eram servidores do INSS, despachantes e falsários e eles serão indiciados por formação de quadrilha, estelionato qualificado, falsidade ideológica e documental, além de outros crimes que podem surgir da análise dos materiais apreendidos e acareações. As penas aos envolvidos, se condenados, poderão chegar até vinte anos de reclusão.

Leia mais sobre: operações da PF

    Leia tudo sobre: operaçãooperação da pf

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG