PF apreendeu dinheiro na casa de prefeito de MG

A Polícia Federal (PF) apreendeu uma grande quantia em dinheiro, durante busca na residência do prefeito de Juiz de Fora (MG), Carlos Alberto Bejani (PTB), na Operação Pasárgada, que desmontou uma quadrilha acusada de aplicar golpes no Fundo de Participação dos Municípios (FPM). As primeiras estimativas extra-oficiais do montante encontrado variavam de R$ 400 mil a R$ 1 milhão.

Agência Estado |

A PF precisou pedir que um banco emprestasse uma máquina para contar o dinheiro. Os policiais federais fizeram uma busca rigorosa e apreenderam também na casa uma pistola 9 milímetros, de uso exclusivo das Forças Armadas. Bejani teve de prestar esclarecimentos na sede da PF na cidade, antes de ser transferido para Belo Horizonte.

Os policiais federais também cumpriram mandado de busca e apreensão no sítio dele, em Ewbank da Câmara (MG), próximo a Juiz de Fora. No imóvel, foram apreendidos veículos - caminhão, caminhonete, um jipe e uma moto. A busca da polícia foi feita também em dois andares do prédio da prefeitura de Juiz de Fora.

A prefeitura divulgou nota em que afirma que os serviços administrativos e de atendimento aos cidadãos estão mantidos e aguardará o fim das investigações da PF para um novo pronunciamento. A PF não deu detalhes sobre a apreensão de dois aviões. O delegado regional de Combate ao Crime Organizado, Alessandro Moretti, disse que "vários imóveis estão sendo arrestados por decisão judicial".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG