PF apreende R$ 11 mil em escritório de vereador em AL

Agentes da Polícia Federal de Alagoas, sob o comando do delegado Luis Marques, apreenderam hoje R$ 11 mil no escritório do vereador Berg Hollanda (PR), que é candidato à reeleição, em Maceió. A PF cumpriu também outros cinco mandados de busca e apreensão na casa do vereador e de seus principais cabos eleitorais.

Agência Estado |

As buscas foram autorizadas pelo juiz da 54º Zona Eleitoral, Antônio Emanoel Dória Ferreira, responsável pelas eleições na região do Benedito Bentes, onde o vereador montou um reduto eleitoral. O motivo da operação, de acordo informações da PF, foi averiguar a denúncia de que Berg Holanda teria trocado R$ 140 mil, em notas de R$ 10 e 20, para compra de votos no dia da eleição.

O vereador não foi localizado para comentar a denúncia, mas um dos assessores dele disse que a operação da PF pode ter sido motivada por adversários ou por perseguição. Quando foi depor na PF, no inquérito da Operação Taturana, Berg Holanda teria mentido para beneficiar um dos deputados investigados e foi indiciado por "falso testemunho".

Mercadinho - Em Santana do Mundaú, a 110 quilômetros de Maceió, os promotores eleitorais Adilza Freitas e Tácito Yuri apreenderam em um mercadinho, pertencente ao vereador e candidato a reeleição Egberto Batista da Silva (PMN), conhecido como "Tota", vários documentos e carnês de pessoas que recebem o Bolsa Família, no município.

A blitz no mercadinho do vereador foi acompanhada pelo Comandante do 2º BPM tenente-coronel Claudivan Gomes Albuquerque; o delegado municipal de Branquinha e que estava de plantão na regional de União dos Palmares, Eronilde Lopes Sampaio; e o Juiz Eleitoral da 21ª Vara, José Lopes.

O vereador Tota foi detido e levado à Superintendência da Policia Federal, em Maceió, onde prestaria depoimento e ficaria à disposição da Justiça. No mercadinho dele, foram apreendidos também quatro cartões magnéticos e certa quantidade de "fichas" cadastrais de supostos clientes, mas poderiam caracterizar fichário eleitoral, pois continha nome, endereço, número do título, secção e zona eleitoral.

    Leia tudo sobre: eleições

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG