PF apreende 300 quilos de pedras preciosas em RO

Quatro pessoas foram presas e cerca de 300 quilos de pedras preciosas foram apreendidas pela Polícia Federal (PF) em Rondônia. Após dois meses de investigação, a corporação deflagrou na sexta-feira a Operação Drusa, com o objetivo de desarticular uma quadrilha que se dedicava a extrair ametistas (pedra semipreciosa de cor violeta, variedade de quartzo) do município de Barcelos, no Amazonas, sem autorização dos órgãos competentes.

Agência Estado |

As pedras foram avaliadas em torno de R$ 250 mil. Foram apreendidas também diamantes e topázios.

A quadrilha transportava as pedras ilegalmente para Presidente Médici, em Rondônia, com o intuito de comercializá-las após lapidação no Estado de Minas Gerais. Foram cumpridos três mandados de prisão temporária em Rondônia, sendo dois em Cacoal e um em Presidente Médici, e cinco mandados de busca - três em Vilhena, um em Presidente Médici e um em Alvorada do Oeste.

Nas buscas realizadas em Alvorada do Oeste, a PF prendeu em flagrante um homem de 36 anos que realizava o processo de beneficiamento das pedras preciosas adquiridas pela quadrilha no último frete.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG