Petrobras vai retomar obras do Comperj

A Petrobras vai retomar as obras do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), suspensas na semana passada. A empresa negociou um aditivo no contrato com o consórcio CTC (formado pelas construtoras Andrade Gutierrez, Norberto Odebrecht e Queiroz Galvão) para que as obras sejam retomadas plenamente, recontratando os cerca de 3,7 mil trabalhadores que já estavam sendo desligados.

Agência Estado |

O aditivo dá um novo prazo de 60 dias para a conclusão do empreendimento.

Segundo a Petrobras, as obras haviam sido suspensas “em virtude do volume de chuvas nos últimos meses ter sido muito maior do que a média histórica na região de Itaboraí (RJ)”, onde está localizado o Comperj. Segundo nota da empresa, “a verba prevista dentro do contrato para cobrir os gastos com as paralisações durante as chuvas se esgotou”, portanto, “a paralisação parcial não tem relação com um possível questionamento do TCU”.

O Comperj tem investimentos previstos em torno de US$ 8,4 bilhões e deve gerar cerca de 200 mil empregos diretos e indiretos durante os cinco anos da obra e após a entrada em operação, todos em escala nacional. O início da operação está prevista para 2012 e vai transformar o perfil socioeconômico da região. Com capacidade para processar 150 mil barris diários de petróleo, o empreendimento vai gerar uma economia para o País de mais de US$ 2 bilhões por ano em divisas, por meio da redução da importação de derivados e de produtos petroquímicos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG