Petrobras pode atingir meta de produção este ano

O diretor financeiro da Petrobras, Almir Barbassa, reafirmou hoje que a empresa pode atingir a meta de produção estimada para este ano, de 2,05 milhões de barris por dia, devido ao aumento previsto no volume processado nas unidades que iniciaram sua operação no primeiro semestre e no final de 2008. Segundo ele, há cinco plataformas que ainda estão em processo de conexão de poços e que não atingiram seu pico total de produção.

Agência Estado |

O diretor espera que este aumento na produção contribua para uma diluição dos custos de exploração da companhia, reduzindo até o final do ano o "lifting cost".

Em conferência com analistas estrangeiros, o gerente executivo da área de Exploração e Produção da estatal, Eduardo Molinari, comentou que a curva de produção já está aumentando com a conexão de novos poços.

Segundo ele, a plataforma P-51, instalada em janeiro no campo de Marlim Sul, na Bacia de Campos, encerrou o primeiro semestre produzindo 48 mil barris por dia e agora em agosto já atingiu 78 mil barris por dia. Já a P-53, que começou a operar em fevereiro deste ano em Marlim Leste, também na Bacia de Campos, saltou de 63 mil barris por dia ao final do mês de junho para atuais 94 mil barris por dia. Ambas as unidades têm capacidade para produzir 180 mil barris por dia quando todos os poços projetados estiverem conectados. "Quando estas unidades aumentarem a produção o custo do seu investimento será diluído no volume de produção e o custo por barril terá uma redução", disse Molinari.

Antes disso, Molinari confirmou em entrevista, após a apresentação do balanço a analistas na sede da companhia, que o teste de longa duração de Tupi deverá ser retomado em setembro, após a troca da "árvore de natal molhada", sistema que apresentou problemas e forçou a paralisação da unidade em julho.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG