A Petrobrás pagará, pelo menos, R$ 540 mil pelo assessoramento de comunicação durante a CPI aberta no Senado para investigá-la. A estatal informou que o contrato com a Companhia de Notícias (CDN) para esse fim foi assinado apenas ontem, embora há cerca de duas semanas a empresa tenha confirmado o acerto.

No dia, 5 o Estado encaminhou à Petrobrás uma série de perguntas sobre o contrato. As respostas vieram aos poucos e a conclusão, apenas ontem. "O contrato só foi assinado hoje. O valor é de R$ 180 mil mensais para um período de três meses, renovável por mais três meses", informou a assessoria da estatal, por e-mail, avisando que a informação seria postada no blog da companhia no mesmo dia da publicação pelo Estado.

Na quinta-feira, o blog da Petrobrás - que causou muita polêmica por divulgar informações pedidas por veículos de comunicação mesmo antes da edição das reportagens - completou dez dias, fato que foi comemorado na própria página digital com um artigo intitulado Mão Dupla, que terminava com a transcrição das críticas recebidas pelos principais veículos de comunicação do País. "Dez dias após o seu nascimento, o blog da Petrobrás registrou milhares de elogios pelas suas características inovadoras, valorização da transparência e democratização da informação. Recebeu, também, críticas dos veículos de comunicação, principalmente aquelas relacionadas ao exercício do trabalho dos jornalistas. Fizemos ajustes no nosso horário de publicação. O blog manteve o seu objetivo inicial", dizia o artigo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.