Petistas reagiram hoje às críticas do governador de Minas, Aécio Neves (PSDB), que no dia anterior cobrou uma ação mais consistente do governo federal no Estado e acusou a Casa Civil de descaso em relação à proposta de uma Parceria Público-Privada (PPP) para a ampliação do metrô de Belo Horizonte. Para José Eduardo Dutra, candidato a presidente nacional do PT pela corrente Construindo um Novo Brasil, o governador mineiro surpreendeu ao adotar um discurso mais eleitoral.

"Parafraseando aquela história do gato que subiu no telhado, eu diria que o governador subiu no palanque. O risco é que possa acontecer o mesmo que aconteceu com o gato (que na piada original, cai do telhado)".

Dutra participou da entrevista de lançamento da candidatura do secretário nacional de Comunicação do PT, Gleber Naime, à presidência do diretório mineiro do partido. "Me surpreendeu porque esse não era o espírito do discurso do governador toda vez que o presidente vinha aqui", disse o petista, lembrando que esteve em Minas em 2004 como presidente da Petrobras para assinar um acordo para a ampliação da participação da estatal no capital da Companhia de Gás do Estado (Gasmig).

"Na época o governador elogiava muito a postura do governo federal, por ser um governo republicano, que não perseguia adversários e louvava a parceria que se fazia aqui".

Pré-candidato tucano à Presidência em 2010, Aécio irritou os petistas com as críticas a Casa Civil, chefiada pela ministra Dilma Rousseff, virtual candidata do PT na disputa.

"O governador é candidato a candidato a presidente do Brasil. Naturalmente, ele é um candidato de oposição e vai fazer as críticas. Agora, a população vai ter a oportunidade de fazer a comparação", disse Dutra, citando o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Naime foi na mesma linha e ironizou um dos jargões do governador mineiro, que defende que na campanha presidencial o PSDB reconheça avanços do atual governo e proponha melhorias. "O Aécio não é pós-Lula, o Aécio é antes do Lula. Eles já governaram o Brasil", afirmou o secretário nacional do PT.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.