Petistas questionam críticas de Aécio ao governo Lula

Petistas reagiram hoje às críticas do governador de Minas, Aécio Neves (PSDB), que no dia anterior cobrou uma ação mais consistente do governo federal no Estado e acusou a Casa Civil de descaso em relação à proposta de uma Parceria Público-Privada (PPP) para a ampliação do metrô de Belo Horizonte. Para José Eduardo Dutra, candidato a presidente nacional do PT pela corrente Construindo um Novo Brasil, o governador mineiro surpreendeu ao adotar um discurso mais eleitoral.

Agência Estado |

"Parafraseando aquela história do gato que subiu no telhado, eu diria que o governador subiu no palanque. O risco é que possa acontecer o mesmo que aconteceu com o gato (que na piada original, cai do telhado)".

Dutra participou da entrevista de lançamento da candidatura do secretário nacional de Comunicação do PT, Gleber Naime, à presidência do diretório mineiro do partido. "Me surpreendeu porque esse não era o espírito do discurso do governador toda vez que o presidente vinha aqui", disse o petista, lembrando que esteve em Minas em 2004 como presidente da Petrobras para assinar um acordo para a ampliação da participação da estatal no capital da Companhia de Gás do Estado (Gasmig).

"Na época o governador elogiava muito a postura do governo federal, por ser um governo republicano, que não perseguia adversários e louvava a parceria que se fazia aqui".

Pré-candidato tucano à Presidência em 2010, Aécio irritou os petistas com as críticas a Casa Civil, chefiada pela ministra Dilma Rousseff, virtual candidata do PT na disputa.

"O governador é candidato a candidato a presidente do Brasil. Naturalmente, ele é um candidato de oposição e vai fazer as críticas. Agora, a população vai ter a oportunidade de fazer a comparação", disse Dutra, citando o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Naime foi na mesma linha e ironizou um dos jargões do governador mineiro, que defende que na campanha presidencial o PSDB reconheça avanços do atual governo e proponha melhorias. "O Aécio não é pós-Lula, o Aécio é antes do Lula. Eles já governaram o Brasil", afirmou o secretário nacional do PT.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG