Em seu primeiro dia de trabalho, a CPI da Bancoop na Assembleia Legislativa de São Paulo recebeu hoje pedido de convocação do tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, e do promotor de Justiça José Carlos Blat. Os pedidos foram protocolados pelos deputados Antonio Mentor e Vanderlei Siraque, ambos do mesmo partido do tesoureiro, que foi presidente da Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo entre 2005 e 2010.

O promotor foi incluído no requerimento de convocação por estar à frente das investigações no Ministério Público de São Paulo (MP-SP) sobre o suposto esquema de desvio de dinheiro da cooperativa para campanhas petistas. De acordo com Blat, as supostas fraudes chegariam a R$ 100 milhões.

Também hoje foram escolhidos o presidente e o vice-presidente da comissão de inquérito. As investigações serão comandadas pelo deputado Samuel Moreira (PSDB), presidente da CPI. O vice é o parlamentar Chico Sardelli (PV). Ambos foram eleitos por sete votos a favor e duas abstenções.

A CPI foi instalada no dia 10 e conta com nove integrantes, sete deles da base governista no Estado. Na próxima quarta-feira (7), o presidente da comissão escolherá o relator e colocará em votação os pedidos de convocação, que, na avaliação de governistas, deverão ser aprovados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.