Por Edward Krudy NOVA YORK (Reuters) - Os roqueiros do Fall Out Boy podem ter decidido dar um tempo na música, mas o baixista e letrista Pete Wentz não está desperdiçando seu status de celebridade. Aos 30 anos de idade, ele agora é autor, empreendedor, porta-voz da organizações de caridade e pai feliz.

Wentz, que saltou para a fama quando o Fall Out Boy -- com seu misto de música energética, guitarras fortes e letras marcadas pela angústia existencial -- ganhou a adesão da juventude suburbana frustrada dos Estados Unidos, está tirando algum tempo de folga depois de, em fevereiro, a banda ter decidido suspender suas atividades temporariamente.

Isso quer dizer não mais Fall Out Boy, pelo menos por algum tempo, disse Wentz, mas ele não excluiu a possibilidade de a banda voltar.

"Em vez de chegarmos ao ponto de nos separarmos de vez ou deixarmos de ser amigos, optamos por tirar uma folga", disse Wentz à Reuters. "Se e quando voltarmos, será pelos motivos certos, porque terá voltado a ser divertido, porque queremos voltar a fazer turnês."

O sucesso do Fall Out Boy nasceu de sua inspiração em grupos como a banda punk The Descendents, a banda pop punk Green Day e The Smiths. Seu álbum "From Under the Cork Tree", de 2005, alcançou status de dupla platina depois de vender mais de 2,5 milhões de cópias.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.