Pessuti substitui aliados de Requião no secretariado

O governador do Paraná, Orlando Pessuti (PMDB), anunciou hoje mais cinco integrantes do novo secretariado, com algumas alterações importantes no quadro que era mantido enquanto Roberto Requião (PMDB) era o governador. Uma das principais mudanças é a saída do secretário da Segurança Pública, Luiz Fernando Delazari.

Agência Estado |

Fiel aliado de Requião, Delazari chegou a renunciar ao cargo vitalício no Ministério Público do Estado para assumir a Secretaria desde 2003. Em seu lugar entra o coronel da reserva da Polícia Militar Aramis Linhares Serpa.

Pessuti disse que fez convite para Delazari assumir um cargo de assessor especial, mas ainda não tinha recebido resposta. Também acompanhando Requião de longa data, o secretário de Comunicação Social, Benedito Pires, foi substituído por Ricardo Canzian. O secretário dos Transportes de Requião, Rogério Tissot, deixou o cargo, que será ocupado por Mário César Stamm Júnior. O secretário de Planejamento é Alan Jones, ocupando o lugar de Nestor Bueno, enquanto a Ciência e Tecnologia será comandada por Nildo José Lubke. A secretaria estava vaga desde o fim de março.

"Estamos promovendo os remanejamentos, as substituições que nós estendemos necessárias para que possamos dar ao nosso governo a celeridade, a rapidez com que ele precisa agir", disse Pessuti, que sempre tem se declarado leal a Requião.

Em férias, o ex-governador postou na noite de ontem, no twitter, sem fazer qualquer referência a Pessuti: "Quer conhecer o vilão, dê o bastão". Ontem, ele afirmou na mesma rede social: "Se o Pessuti não se viabilizar em trinta dias, nosso PMDB deve costurar uma aliança que garanta as linhas básicas de nosso governo". Pessuti é pré-candidato do PMDB ao governo do Estado.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG