Pesquisadores encontram partituras inéditas de Mozart na França

PARIS ¿ Pesquisadores alemães descobriram duas partituras inéditas do compositor austríaco Amadeus Wolfgang Mozart em uma biblioteca da cidade francesa de Nantes, mais de 200 anos após a morte do artista, confirmou hoje a Prefeitura local.

EFE |

O trabalho manuscrito encontrado é do tamanho de uma página de caderno e está dividido em duas partes. A primeira tem 15 compassos de quatro tempos em ré menor, que constituem um credo, ou seja, um episódio religioso.

Esta peça provavelmente faz parte de uma obra musical, explicou ao jornal "Presse Ocean" um pianista da localidade identificado como Christophe, que teve acesso à partitura.

Christophe afirmou também, após ter interpretado as notas no piano, que se trata de uma escritura e ritmos antigos que não são utilizados atualmente.

A segunda parte do documento descoberto é "muito mais difícil de decifrar", porque contém "notas por todas as partes, como uma minuta", ilegível à primeira vista.

O pianista disse que é possível que se trate da mesma obra e de uma sonata, embora tenha afirmado que muitas notas estão apagadas, "como se estivessem escritas em um guardanapo", o que lhe obriga a adivinhá-las.

Até o momento, não se sabe como as partituras chegaram à biblioteca de Nantes, que pertence à Prefeitura da cidade.

Leia mais sobre: Mozart

    Leia tudo sobre: mozart

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG