Uma equipe internacional de pesquisadores descobriu um gene que atua no controle da secreção de ácidos no estômago, segundo informações da agência Fapesp. O estudo pode ajudar a desenvolver tratamentos mais eficientes para pacientes com refluxo gastroesofágico ou úlceras no estômago ou duodeno, de acordo com os cientistas.

O professor do Departamento de Medicina da Universidade de Cincinnati, Manoocher Soleimani, verificou durante estudos feitos em camundongos que, quando o gene é eliminado no organismo, a secreção de ácido foi suspensa. O gene descoberto é o Slc26a9. Os resultados da pesquisa devem ser publicados esta semana no site e em breve na edição impressa da revista Proceedings of the National Academy of Sciences .

Os autores esperam que os resultados do estudo possam ajudar no desenvolvimento de terapias para pessoas que produzem ácidos estomacais em excesso. E, no futuro, terapias genéticas possam ser utilizadas em pacientes para evitar o problema.

AE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.